Economia e cirurgia plástica – Cuidados para você não colocar a sua vida em risco.

Quando se pensa em algum procedimento estético, é fácil imaginar que o valor vai ser bem alto, o que demonstra a necessidade de planejamento. Algumas pessoas optam por encontrar alternativas mais em conta, mas acabam sofrendo as consequências de pagar por um serviço tão invasivo, resultando em consequências bem graves.

Todas as cirurgias apresentam risco, mas as chances de algo ruim acontecer quando não se realiza o serviço com um bom profissional são bem maiores. Quando aparece uma opção mais em conta, as pessoas tendem a ficar impressionadas e acham uma boa ideia, porém, podem ser um risco para a vida.

Encontrando um bom médico

O primeiro passo é conseguir encontrar um bom Médico Cirurgião Plástico em Campo Grande, por isso, deve ser olhada a formação do pessoal. O paciente tem que chegar no profissional e questionar diretamente.

Para poder ser um especialista em cirurgia plástica, o profissional precisa realizar o curso de medicina, com duração de 6 anos, passar por uma residência em cirurgia geral, mais dois anos, e depois por uma especialização em cirurgias plásticas que pode durar entre dois ou três anos. Depois de todos esses anos de estudo, ainda precisa ser passar em um exame específico e assim ser aceito na SBCP.

A lei determina que a única formação necessária para que a pessoa realize alguma atividade ligada a medicina é o diploma de graduação. Por isso, caso o médico não seja um especialista e faça uma cirurgia plástica, ele não vai estar cometendo nenhum tipo de irregularidade perante a lei.

Porém, os especialistas da área confirmam que a formação é a melhor maneira de conseguir encontrar um bom cirurgião. Mesmo que não seja obrigatório ter uma formação em cirurgia plástica, a maioria dos empregadores acaba exigindo. Os pacientes que vão contratar um médico, devem pensar da mesma maneira.

Conversa no consultório

Todas as pessoas podem fazer cirurgia plástica, mas elas costumam ser mais indicadas para quando se tem algum problema de saúde. É importante que na hora de chegar no consultório, seja conversado com tudo sobre a cirurgia, exames a serem realizados antes e também sobre os cuidados pós-operatórios.

As recomendações em relação ao pós-operatório precisam incluir os dias para ficar repousando, que tipos de restrição o paciente precisa ter e que complicações pode acabar enfrentando. Um bom médico vai deixar claro que tipos de riscos o paciente está sujeito de maneiram ais genérica.

Outra recomendação é que não se realize diversos procedimentos de uma vez só, pois isso aumenta os riscos. Outro ponto é que os procedimentos sejam realizados somente quando já tiverem algum histórico de sucesso e que tenham respaldo científico, garantindo que é um procedimento seguro.

Optar pela opção mais barata quando se trata de cirurgias plásticas pode ser um preço bem caro a ser pago no final, por isso, procurar por boas recomendações médicas, de confiança e com planejamento orçamentário para conseguir arcar com os custos.

Fatima da Silvera