Dívida com o cartório? Veja como resolver

Muitas pessoas podem não entender como funciona o 10 cartorio de protesto, como é estar protestado e também que passos precisam ser realizados para eliminar esse tipo de pendência. O protesto é quando a pessoa ou a empresa deixar de pagar algum título e assim, o credor pode registrar essa dívida no cartório.

O primeiro passo para saber como resolver é consultar os seus dados em um site que apresenta esse tipo de informações, como Serasa ou SPC. Assim, é possível descobrir em que cartório o seu nome está sendo protestado. Na página, vai ser informado a localidade e o número do cartório.

Como resolver as pendências?

Quando se procura pelo CPF os seus dados, é possível obter as informações sobre o cartório. Depois, basta procurar mais informações sobre o endereço, com o número e a localidade informados. Assim, é a hora de ir até o cartório para descobrir quem foi a pessoa que o protestou e encontrar mais informações sobre a dívida.

Agora, é a hora de descobrir mais sobre a dívida. Os próximos passos são realizar o pagamento da dívida e pedir para o credor uma carta de anuência, ou seja, uma declaração em que o credor autorizar que o título ou o documento que foram protestados sobre a dívida, agora seja cancelado. Essa carta tem que ser levada ao cartório para poder retirar o protesto do seu nome.

Depois que foi apresentada a carta de anuência, o cartório vai enviar para os órgãos que contam com essas informações sobre credores, informando que o pagamento da dívida foi realizado.

Normalmente, o cartório conta com 5 dias úteis para que seja enviado o comando de exclusão e depois disso, o recebimento tem um tempo de 24 horas para dar a baixa. Depois disso, o nome já deve estar regularizado.

Caso tenha passado do prazo, o consumidor pode enviar todas as informações sobre o cancelamento direto para os responsáveis por colocar o CPF restrito, informando o nome, endereço, RG e CPF.

Os cartórios realizam a cobrança de uma taxa para poder regularizar os títulos, onde cada cartório vai cobrar um valor. Por isso, não vai ser possível ter as informações precisas sobre o que vai ser necessário pagar. A dica é sair de cada com um valor mais alto para não ter que ser pego de surpresa.

Problemas comuns

Alguns cartórios enviam a Certidão de Protesto diretamente pelo correio, mas não vão ser todos. O devedor precisa entrar em contato com o telefone que é informado para saber mais sobre a disponibilidade dos serviços, além das taxas de envio de documento.

Se o protesto é antigo, pode ser que a empresa tenha encerrado as atividades, por isso, o devedor precisa ter acesso aos dados para realizar a quitação da dívida.

Também pode acontecer de o devedor não conseguir encontrar ou entrar em contato com o credor, sendo necessário procurar por um advogado para entrar com um ofício judicial. Dessa forma, o devedor paga a cobrança em juízo e pode cancelar o protesto.

Fatima da Silvera