Confira 4 dicas importantes para sair do vermelho

Quem nunca se endividou? Difícil responder, né! Às vezes parece um caminho sem volta, e que nunca vamos sair do vermelho. As contas não param de chegar o dinheiro não entra para arcar com todos os gastos. Ainda tem o cartão de crédito que nos faz sentir o todo poderoso e que, quando chega a fatura, dá aquela baqueada na gente.

Todo mundo passa por esse tipo de situação na vida, mas é importante se organizar e saber que dá para contornar essa situação. Para isso, é preciso reconhecer onde errou e se planejar para segurar os gastos e mudar alguns hábitos inconvenientes. 

O caminho que você deverá seguir agora é de pulso firme para economizar e acertar suas pendências. Confira agora 4 dicas importantes para sair do vermelho.

Comece pelo diagnóstico

O primeiro passo a ser dado deve ser uma análise de todas as suas dívidas e despesas, fixas e variáveis, para saber onde o calo dói mais. Crie um orçamento financeiro, onde você possa anotar e acompanhar todos os seus gastos. Assim você vai poder observar suas despesas e identificar onde tem maior desfalque.

Muitas pessoas nem sabe a quantas andam suas contas, por isso mensure o tamanho da sua dívida. Nessa lista você deve avaliar financiamentos, cheque especial, empréstimo e cartões de crédito. 

Para solucionar de uma vez por todas esse problema, veja como imprimir a 2ª via de faturas atrasadas dos seus cartões. Somente entendendo toda a sua situação financeira é que você conseguirá agir da forma certa.

Segure os gastos desnecessários

Após fazer um diagnóstico de sua receita e suas despesas, busque evite os gastos supérfluos. Aquela cervejinha do final de semana pode ser reduzida, o cinema pode aguentar pontas, e aquele calçado pode ficar para depois.

Qualquer compra que fizer fora dos gastos que já são fixos, pergunte a si mesmo se é realmente necessário gastar com o que deseja. 

Quando realmente for necessário, uma dica é buscar pagar as coisas à vista, pois dessa forma você sentirá na hora e não ficará para o próximo mês.

Crie uma renda extras

Enquanto as coisas não vão bem, tente encontrar alternativas de como melhorá-las, ou amenizá-las. Veja em sua casa o que não é necessário mais e venda como de segunda mão, se tiver algum dote culinários ou souber fazer algum artesanato, pense no que pode produzir para vender e criar uma fonte de renda extra.

Esse é o tipo de nicho de mercado que vem mais crescendo, o de microempreendedor e autônomo. Aulas de inglês, de violão, bijouterias, doces e salgados são algumas ideias do que fazer para fazer um extra.

Poupe o seu dinheiro

O mais importante disso tudo é aprender com os erros. Depois que finalmente sair do vermelho, não se permita voltar para ele. Então, comece o quanto antes a poupar seu dinheiro.

Crie uma reserva para você não se desesperar nos momentos difíceis, como ficar desempregado, doente ou pagar aquele boleto ou multa que não estava esperando.

Seguindo essas dicas com certeza você conseguirá resolver suas pendências. Tenha a consciência de que é melhor segurar as pontas para não passar apertado do que conquistar as coisas a qualquer custo e depois passar necessidade. 

Fatima da Silvera